Sunday, February 28, 2010

Querido amigo D.


Falar de São Paulo, pra mim, é sempre agridoce.
É engraçado – e muito bom na verdade- ver que realmente essa cidade não para. Sempre tem alguém novo chegando pronto para descobrir e desfrutar tudo que esta cidade oferece.
Quatro anos depois eu, admito, estou no lugar oposto: já começo a me cansar disto tudo. Depois de tantos anos sendo uma cosmopolita assumida (ainda adolescente em Porto Alegre sempre dizia: só saio da aqui para ir pra São Paulo e Nova York) estou me vendo desejando nada do que uma “casa no campo onde eu possa plantar meus amigos, meus livros, meus discos e nada mais” – isso tudo claro, com TV a cabo e internet.
Ainda não estou tão louca.
Culpo Saturno. Este planeta que retorna à nossa vida entre os 28 e 30 anos causando uma revolução. Como acabei de chegar aos 28 não sei MESMO com essa revolução vai acabar.
Mas peço, por favor, que as novas paulistanas – em especial a recém-chegada – não se deixem levar pela minha pequena crise com a cidade. Ela foi sim ( e ainda é) um lugar maravilhoso para se viver. Por aqui tudo acontece, de verdade. Baladas incríveis, bares descolados, shows, exposições, mostras culturais.
Não posso reclamar da cidade onde realizei alguns dos meus maiores sonhos profissionais e pessoais. Talvez só esteja chegando a hora de buscar novos sonhos e destinos...

2 comments:

Helena said...

Acontece, flor. Querer mudar constantemente faz parte de quem somos. E nem sempre é legal, eu sei. besos

Hellen Dayane said...

AS vezes me sinto assim.
Gostei do seu blog.
Abs!